sexta-feira, 19 de junho de 2009

Rüdiger Gamm - A calculadora humana

Rüdiger Gamm é também conhecido como "Senhor Cálculo". Em poucos segundos, Rüdiger é capaz de solucionar fórmulas matemáticas supercomplexas de cabeça, com números de até 60 casas decimais. Além disso, ele também poder falar de trás para frente e é capaz de dizer o dia da semana de qualquer ano. O mais curioso é que Rüdiger só alcançou essa genialidade depois dos 20 anos, quando encontrou uma maneira de tirar proveito total da sua habilidade. Geralmente, essa característica é encontrada em pessoas que sofreram algum tipo de dano cerebral. A diferença, neste caso, é que Rüdiger nunca teve nenhum problema no cérebro.



Os números resultantes de suas mirabolantes operações, Gamm sabe proferir em 11 línguas, entre elas até mesmo persa e japonês. Capaz de contorcer sua memória, o alemão nascido na pequena Alfdorf, no sul do país, vai além: consegue responder em poucos segundos quantas quartas-feiras 13 teve o ano de 1286. "Foram três: em fevereiro, março e novembro", rebate prontamente.

Em função de suas habilidades incomuns, Gamm já foi examinado por várias equipes de especialistas, altamente interessados em seu cérebro. "A maioria das pessoas faz operações matemáticas utilizando a memória de curto prazo. No meu caso, a memória de longo prazo trabalha junto", esclarece o prodígio da aritmética.

Ao contrário dos comuns mortais, Gamm faz suas operações utilizando também regiões no hemisfério direito do cérebro e centros nervosos que geralmente ficam inativos. Acredita-se que Gamm faça uso de regiões cerebrais reservadas às lembranças pessoais. Ali, ele deposita os resultados parciais de suas complexas operações. No cidadão comum, isso serve no máximo para guardar o número de um telefone ou para não perder o fio da meada em uma conversa.

Cientistas do Instituto de Neurociência Cognitiva de Londres observam que casos semelhantes ocorrem com músicos, capazes de reproduzir com exatidão uma melodia após ouvi-la uma única vez. "Eles usam o espaço de armazenamento ilimitado da memória de longo prazo para esses fins", apontam os especialistas.

Pesquisadores japoneses detectaram que o cérebro de Gamm não é oval, como o da maioria da população, mas completamente redondo. "Como o de Albert Einstein", compara o acrobata dos números sem um mínimo de modéstia.

Assista a dois vídeos dele logo abaixo:




Nenhum comentário: